terça-feira, 7 de setembro de 2010

SOBRE POLÍTICAS IRMANADAS: O CASO PAULO RENATO EM FERNANDO HADDAD


Karl Marx já ensinava que tudo que é "sólido desmancha-se no ar" e que "a história se repete como farsa".

Pois analisando as atuais agruras do PET, vemos como se irmanam as políticas do MEC contra o PET praticadas pelo ex-ministro da Educação Paulo Renato e pelo seu sucessor atual, Fernando Haddad. Enquanto aquele lutava por extinguir abertamente o PET, colocando em seu lugar um PET-EFÊMERO (com grupos durando um ano!), ou extinguindo-o completamente, Haddad impõe a descaracterização do PET, implantando um programa completamente distinto, e com a intenção única e tão somente de "dar bolsas".

O Ministro deveria ler o Relatório Balbachevsky (de 1997) e o Relatório-CAPES (de 1998) para compreender porque o PET é o melhor Programa para o ensino de graduação existente no país. Transformá-lo num simulacro de extensão-assistencialista é tentar impor ao PET a renúncia à sua essência: isso não irá ocorrer pelo histórico de resistência da comunidade petiana. Porém, os tristes personagens que orbitam o MEC, buscando ampliar programas em prol da canibalização do PET, estes sim serão colocados na soleira da História como tristes homens e mulheres que, incapazes de se consolidar na Academia, tornaram-se porta-borse e lacaios das autoridades.

Para finalizar, quando Paulo Renato não conseguiu liquidar o PET e perdeu dois "homens leais" à frente da SESu, pelo estrago que o Movimento havia causado à imagem do MEC (Abílio Baeta e Antonio McDowell), colocou à frente da SESu, a Sra. Maria Helena Castro que, com um espírito conciliador inesperado, retomou o diálogo com o PET.

O Ministro deveria aprender algo com as poucas coisas boas e razoáveis da oposição!

À LUTA SEMPRE!!!

Um comentário:

Luiz Eduardo disse...

Acaso o Meirelles fez, no Banco Central, algo diferente do Governo FHC ? Ora, a única diferença foi ter largado o PSDB pra se filiar ao PMDB ?

E na Saúde, acaso o Temporão fez algo revolucionário em relação ao que antes fizera o Serra, quando Ministro ?

E nos Correios, o atual Governo mudou algo em relação ao Governo FHC ? Sim... entregou ao PMDB para o Mensalão operar sem a intermediação do Zé Dirceu.

Por esse viés, convenhamos, deveríamos é estar muito contentes com o Ministro da Educação que temos... e com o fato dele ser um Paulo Renato apenas um pouquinho piorado.

Hoje é feriado, e deveríamos estar no Zoológico, muito contentes, dando pipoca aos macacos. Porém, como Raul Seixas... que sujeitos chatos nós somos...