domingo, 9 de agosto de 2009

DIVULGANDO: LEITORA RESPONDE AO BLOG



Acho que o PET precisa de sorte mesmo!!!
Somos um grupo novo, aprovado no edital de 2008, e desde o início do ano, como todos sofremos com o atraso das bolsas. Mas quando elas começaram a ser regularizadas, descobrimos que nossos cartões de banco não funcionam.
Todo mês, para receber a bolsa, somos obrigados a entrar na fila do banco, pois nao conseguimos nem consultar se a bolsa chegou ou não. De acordo com o banco, que diz que não sabe como resolver o caso, o cartão foi cadastrado em dois convenios diferentes e por isso não funciona para nenhum.
Gostaria de saber, se mais algum PET tem problemas no cartão? Todos conseguem consultar o saldo e retirar a bolsa no caixa automático? Gostaria de saber se é uma situação particular ou se atinge outros PETs pelo Brasil, ou só os novos....
Obrigada
PET Biologia Unipampa

8 comentários:

Pedro disse...

O seu problema é bem comum em vários PET's..
mas acho que a sorte que o PET precisa está bem além das bolsas..
o PET precisa de sorte para encontrar o seu futuro..
o PET precisa de sorte para encontrar novos petianos..
o PET precisa de sorte para encontrar novos representantes..
o PET precisa de sorte para encontrar o significado de ser PET

PH

LuaNNa disse...

Boa noite!
Não diria sorte, mt menos pra encontrar o significado de ser PET, até porque esperar pela sorte não é ser petiano..tem sim, que trabalhar pra que as coisas melhorem nacionalmente e esse tipo de situação constrangedora, para um Programa como o nosso, não aconteça mais! Você (do PET Biologia) já tentou falar com seu(a) interlocutor(a)? Ele pode te encaminhar alguma saída já que no Banco disseram que existe um cadastro em dois convenios. Sei que talvez eu não saiba nada, mas gostaria muito de falar pra vc que está começando nesse Programa (que admiro mt, pois n estou esperando descobrir o significado dele mas sim vive-lo) não espere, assim como em qualquer situação, se vc se encomoda com alguma coisa lute para melhora-la...esse é o Programa que hoje voce vive. Tem que melhorar e isso depende, principalemte, dos petianos!

Luanna Costa
UFPA

Anônimo disse...

Olá.

Sou do PET Pedagogia da Universidade estadual de Maringá e, ao consultar meu grupo, percebi que temos dois casos como o seu. A maioria das petianas conseguem sacar, consultar saldo e até utilizam o débito automático, mas há situações em que os cartões não funcionam pelo mesmo motivo por você descrito.

Bom, já que foi falado em "sorte", acredito que isso o PET já tem. Apesar de tantas dificuldades que constantemente aparecem e atrapalham o bom andamento do Programa ( o que não creio ser apenas coinidência ou falta de sorte), há pessoas preocupadas e que se doam a fim de mantê-lo vivo. Talvez a sorte é que pessoas assim tenham encontrado o PET. Pessoas assim tem lutado pelo PET e, com certeza, é por isso que hoje temos a oportunidade de estar no Programa.

Acho legal você compartilhar sua angústia com o coletivo, espero que resolvamos isso em breve.

Um abraço.

Gilmar Montagnoli
PET - Pedagogia - UEM.

pedro disse...

Desculpe Luanna se me fiz entender mal, em nenhum momento disse que deveriamos esperar pela sorte..
A sorte é mais uma força de expressão.
Concordo que devemos lutar pela qualidade em nível nacional do programa, mas...o que isso significa?
Até onde estamos dispostos?
Só digo uma coisa..Pode contar comigo..Abs

PH

LuaNNa disse...

Bom dia! Td bem Pedro. Peço desculpas tb se me fui um pouco rude e inutensa nas palavras! As vzs é um pouco frustrante perceber que as pessoas esperam muito pela sorte, esperam as coisas melhorarem por si só, essa é uma atitude que petiano não pode tomar, porque estamos aqui pra fzer diferença! Concordo com o Gilmar, temos sorte em termos pessoas que acreditam no movimento e lutam pra que as coisas melhorem nacionalmente! E obrigada à redação do blog, primeiro, por ter pensado na criação desse meio de comunicação nacional entre os petianos e permitir que existam trocas honestas e com respeito(fato que infelizmente foi um pouco falho no ENAPET-AM) de angústias, idéias...sendo pra melhorar nosso Programa, é sempre bom!
Luanna
PET-MEC/UFPA

gil disse...

Luanna, muito bom perceber a forma como se refere ao PET. Você transmite amor ao programa.
Pessoas como você são importantíssimas à sua manutenção.

Parabéns pela atitude.

Nos falamos por aqui.

Um abraço

Gilmar Montagnoli
PET - Pedagogia - UEM

Anônimo disse...

Como toda discussão do Pet.!!! assunto distocido e um monte de baboseiras...

Anônimo disse...

Olá.

Não sei se é possível dizer que em "toda discussão do PET" o assunto é distorcido e cheio de "baboseiras" (conforme comentado).

No caso acima, percebo uma discussão iniciada a partir do questionamento de uma petiana, seguido por tentativas em ajudá-la a melhor compreender o Programa.

Bem saudável na minha opinião.

É claro que somos diferentes, o que gera pequenos conflitos ideológicos. Isso, a meu ver, é ótimo desde que o respeito ao próximo seja mantido.

Não percebi sua falta, pelo menos por aqui... quer dizer, algumas atitudes complicam e, aísim, tornam as discussões nada produtivas. Por exemplo, comentários anônimos e tão vazios... que parecem ter o único objetivo de "inflamar".

De que forma isso pode contribuir??

A pergunta fica, e espero que cause alguma reflexão...

Gilmar Montagnoli
PET - Pedagogia
UEM.