sexta-feira, 28 de maio de 2010

NOTÍCIAS DA GREVE DO FNDE


Os comandos de greve do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) em reunião ontem para redefinir uma contraproposta que será submetida em assembleia hoje, às 11h, para os servidores do FNDE; e às 10h para INEP, nas concentrações de greve nos órgãos. A iniciativa de unir os dois núcleos de liderança do movimento teve como objetivo fortalecer o entendimento e a formatação da proposta que será apreciada pelos demais servidores em greve. A assembleia contará com a presença do advogado do Sindsep-DF, que já entrou com mandado de segurança para impedir o corte do ponto dos servidores. Às 17h, os comandos de greve voltam a se encontrar em reunião conjunta no Ministério do Planejamento para apresentar o conteúdo da proposta aprovada na assembleia.

Fonte: Diário da Greve

38 comentários:

Anônimo disse...

Não querem trabalhar? Tem que cortar ponto mesmo!

Anônimo disse...

Sim mais eu quero saber guando vai acabar a greve...
-Anonimo

joelma disse...

Concordo com a greve mais greve com bolo de limão, aniversário, churrasco e com mais de trinta dias ...Não seria abusiva?Precisamos de nossas bolsas, dependemos dela para sobreviver.Pensem.

joelma disse...

Concordo com a greve mais greve com bolo de limão, aniversário, churrasco e com mais de trinta dias ...Não seria abusiva?Precisamos de nossas bolsas, dependemos dela para sobreviver.Pensem.

Anônimo disse...

Mais que justo cortar o ponto. Pois eles estão deixando milhares de estudantes e bolsista sem um tostão. Os bonitões cruzam os braços, ficam recebendo e o povo sofrendo.
Tem que corta mesmo o ponto deles. Tem gente que depende da bolsa do FNDE. Quando forem receber a bolsa não vem com correção mas as contas dos bolsista sim. Tem que fazer greve tem mas não olhado só para o proprio umbigo.

Nazazí disse...

Fico estupefato que pessoas que se dizem formadores se coloquem de forma tão individualista!!! A pressão não deve ser feito sobre o movimento, mas sobre o Ministério do Planejamento que não inicia negociações sérias sem a paralisação das atividades! Ninguém utiliza a greve como primeiro recurso de negociação e sim como o último esforço!

MS disse...

Sou bolsista do FNDE, concordo que vocês servidores devem reivindicar seus direitos, mas nós também dependemos de vocês para que repassem o nosso dinheiro,também trabalhamos , temos família, eu particularmente estou com as contas atrasadas. Estou na espera para que entrem em acordo e voltem logo. MS, RS.

Anônimo disse...

Calma pessoal o direito à greve deve ser defendido !!!

inclusive por nós estudantes universitarios..porém..é necessario que o minimo de servidores trabalhem para que bolsas e necessidades basicas nao sejam afetadas...dessa forma

A greve do FNDE é totalmente inconstitucional !!!

Necessitamos da bolsa para sobreviverrr !!!!!

Anônimo disse...

Uma vítima da greve.

Sou bolsista da UFRN, desde do mês de feveriro que presto meus trabalhos, e não recebo, primeiro a pessoa responsavel pelo nosso cadastro não sei os motivos veio fazer o nosso cadastro agora no final do mês de março, em seguinda a equipe responsavél pelo nosso pagamento, entrou em greve, não acho justo tanto descaso.
Sabemos que vçs precisam de seus direitos, pontanto não precisa sacrificar tanto os outros. Isso não é justo.

Anônimo disse...

Acho a greve um direito licito, mas entretanto devemos ter clara a visão de que serviços mínimos e essenciais não podem simplesmente deixar de ser fornecidos do FNDE depende milhares de alunos bolsistas e que estão com sua realidade de vida ligada ao recebimento de bolsas de estudo então companheiros coloquem a mão no coração e liberem as bolsas pelo PORRRRR FAVVOOOOOOOOORRRRRRRR.

Daniele disse...

Todos tem direito a grave, mas não de deixar aqueles que estão trabalhando sem o seus salarios e bolsas, como o caso dos tutores da UAB que estão com os pagamentos das bolsas atrasados devido ao FNDE.

Daniele disse...

Todos tem direito a grave, mas não de deixar aqueles que estão trabalhando sem o seus salarios e bolsas, como o caso dos tutores da UAB que estão com os pagamentos das bolsas atrasados devido ao FNDE.

Rafael disse...

Vai fazer um mes que tou sem bolsa!
E eu dependo desse dinheiro pra me manter na faculdade!
Quando é que essa greve vai acabar, pelo amor de deus?!?!?!?!?!?

Anônimo disse...

ANA

Eu acho essa greve um abuso, pois ja fazem mais de trinta dias se voces acham que ganham pouco, imagine nos bolsistas que dependemos dessas bolsas para sobreviver que estamos todos os dias nos pólos até no domingo, é impossível ser solidário com com o bolso vazio e os credores batendo a porta nos também precisamos, "pensem grevistas , que você não recebeu seu salário, esse mes"
pois é pensou então colaborem com os bolsistas dos 16 programas de bolsas do governo federal do qual voces são responsáveis.

Anônimo disse...

Sou bolsista sem remuneração.
A quem exatamente devemos pressionar?
Será que os grevistsas podem nos ajudar a ajudá-los???
Basta indicar a quem mandar e-mails, isso já adianta.

Obrigada,
Nisia

Anônimo disse...

Pois é! Sou tutora da UAB - num curso de EAD em MT, estou disponível 20 horas por semana como exige a lei, disponível para orientar os alunos, atender os coordenadores, e encontros presenciais nos finais de semana!
Tudo isso em troca de uma bolsa do governo federal, sem direitos trabalhistas é claro!
O que me indgna é que este ano não recebi nenhuma bolsa em dia!
E todos agem como se nada estivesse acontecendo!
Absurdo!

creaad disse...

A greve é um direito desde que não fira o direito de receber de outros, não é nada justo que paguemos por reinvidicações que não nos beneficirá em nada

casando disse...

Sou sim a favor da greve, só gostaria de saber se os 30% do pessoal que tem que ficar poderia nos dar informações, sou tutora presencial e ja fui humilhada quando trabalhava a 5 meses sem receber e a chefa disse que se eu num tivesse satisfeita tinha mais era q sair, agora que recebo vc entram em greve e eu nem sei o motivo , não temos informações, será que não tem algum lugar pra nos informarmos? este mes ja num paguei a especialização entre outras coisas, e o povo que tem bolas família? por favor onte teremos informações?

Anônimo disse...

Interessante, não?!

Se os tutores deixarem de apresentar resultados nas datas estipuladas, com certeza serão punidos, mas ELES podem entrar em greve, nos deixar na mão e ainda entrar com pedido na justiça para não cortarem o ponto, posto que estão reivindicando um "direito". Mas e o nosso direito, como fica? Para quem apelamos?
Quanta insensatez!!!

Thélia_ disse...

As reinvindicações dos servidores do FNDE podem ser até justas. Mas não estão sendo justos com a categoria dos professores atuantes nos diversos programas do Governo em segurar suas bolsas. Sabemos que esses servidores em greve não estão sem salários, ou seja, seus valores a receber não foram cortados. Sabemos, também, da aprovação do aumento dos valores das bolsas, porém o FNDE não quer repassar. Isso é justo?
O nosso dinheiro está no Banco. Basta autorizarem JÁ os pagamentos.

Anônimo disse...

Até quando vamos ficar sem o pagamento das bolsas?Isso é uma injustiça....Onde está o pessoal 30% que esta trabalhando?Por que não nos pagam?Necessitamos desta "pequena" bolsa para sobreviver...Nos ajudem

Joel disse...

Concordo que reinvidicações sejam feitas mas de maneira responsável, não prejudicando os outros, sou bolsista da UFSC e estou desde fevereiro sem receber nada, isso é ser irresponsável e egoista. Pensem nos milhares de pais de familia que dependem dessa bolsa que vocês a bel prazer estão privando, gostaria de ver vocês sem receber como a gente que já voltavam ao trabalho. Tem de cortar o ponto de prequisoço e desordeiro. Que falta falta puniçoes adequadas!!!

Anônimo disse...

Concordo que reinvidicações sejam feitas mas de maneira responsável, não prejudicando os outros, sou bolsista da UFSC e estou desde fevereiro sem receber nada, isso é ser irresponsável e egoista. Pensem nos milhares de pais de familia que dependem dessa bolsa que vocês a bel prazer estão privando, gostaria de ver vocês sem receber como a gente que já voltavam ao trabalho. Tem de cortar o ponto de prequisoço e desordeiro. Que falta falta puniçoes adequadas!!!

cezar disse...

Entendemos todos que quem mais sente o impacto da greve é a população e é por isso que o governo está figindo que negocia, porque ele não perde nada, só nós perdemos.
Mas não dá para atacar a greve, essa é a única arma do trabalhador contra um patrão opressor. Uma democracia só se mantem quando os direitos são respeitados e o poder pode ser questionado.

Anônimo disse...

Há gente trabalhando no FNDE, mas resta saber porque os gestores preferem pagar convenios e grandes contratos e dizem que as bolsas não são pagas por causa da greve. Entro sempre no site do orgão e vejo lá a propaganda de que milhões foram pagos pra isso e pra aquilo. Será que só os educadores não têm prioridade?

Anônimo disse...

Todas essas questões sobre o porque da greve devem ser dirigidas ao Ministério do Planejamento que é o órgão capaz de atender os pleitos dessa categoria de trabalhadores e por fim a esse movimento em 24 horas.

Anônimo disse...

O não repasse da bolsa, é ha arma que dispomos para atender as nossoas reinvidicações...pressionem...assim os dois lados vai sair vitorioso...

Anônimo disse...

Os 30% exigidos pela lei de greve se referem a "serviços essenciais", que a justiça entende como sendo transporte, saúde, alimentação e segurança. Como o FNDE não trabalha com nada disso, até 100% dos servidores poderiam aderir à greve que a mesma não seria considerada ilegal - não por isso! Mas lá tem muita gente trabalhando. Além de alguns servidores, tem muitos terceirizados, contratos temporários, cargos comissionados e estagiários. Agora, se as nossas bolsas são prioridade... aí, só a direção do FNDE poderá responder. Vale lembrar que estamos em ano eleitoral, então, sem dúvida que os Convênios (repasses para as prefeituras) devem ser prioridade pra eles, já que, infelizmente, o que manda no nosso país ainda é a política. Essa politicazinha que favorece os chegados e desfavorece quem realmente precisa. Temos que encher os e-mails, twitter, o que for, do Lula, do Sr. Paulo Bernardo (Ministro do Planejamento), da Secretária de Recursos Humanos do MPOG, Maria do Socorro, e de todos os parlamentares que conhecermos para que negociem de uma vez por todas com o pessoal do FNDE. Ouvi dizer que se esses repasses não forem feitos até 03/07, por ser ano eleitoral, vai ficar todo mundo sem dinheiro!!
Vamo fazer pressão no governo, pessoal!!

Descobri um blog que contém informações sobre os andamentos das negociações: http://blogdoinep.wordpress.com/ Trata-se de blog dos servidores do INEP (responsável pelo ENEM), que têm a mesma carreira e, portanto, negociam junto com o pessoal do FNDE.

Eles querem a reestruturação da carreira, que, segundo eles, é a pior do Executivo Federal. Da forma como está, eles demoram 36 anos para chegar ao último nível da carreira (mais tempo do que o exigido para a aposentadoria), enquanto que a maioria das carreiras do executivo é de 20 anos. Achei o pleito deles justo!!

Anônimo disse...

Segundo o blog acima:

"junho 16, 2010

Manifesto dos servidores do Inep

Brasília, 15 de junho de 2010

(50º dia de Greve)

Nós, servidores do Inep, retornamos ao trabalho hoje vitoriosos, após 50 dias mobilizados em greve. Alcançamos a unidade e a força de que precisávamos para refletir sobre este instituto e defendê-lo, entendendo a relevância de seus 73 anos de missão educacional, antevista pelo magnífico Anísio Teixeira. Aprendemos a defender um plano de carreira digno da importância do Inep para a educação brasileira. E o fizemos em conjunto com a nossa autarquia irmã, o FNDE."

Ursula disse...

Sou bolsista da UNB e estou sendo prejudicada com a greve, vamos lá pessoal precisamos de nossas bolsas.

Anônimo disse...

Caiu uma bolsa...
alguem sabe qndo deve cair o resto?

marcia disse...

Quero receber as contas estão atrasadas, tenho filho para sustentar,vamos voltem ao trabalho, também somos trabalhadores!!

Anônimo disse...

Voltem ao trabalho.. Estou construindo uma creche do FNDE e ela está parada desde Dezembro 2009 porque está faltando recursos que deve vir do FNDE.. Bando de folgado, sem noção..

Anônimo disse...

FHC estva certo!Bando VAGABUNDOS!!!!!!

Léa disse...

Qual a próxima data para uma nova rodada de negociações? Alguém pode informar? E por quanto tempo o comando de greve pretende manter o movimento?

jureia.ferreira@gmail.com

Anônimo disse...

Realmente é um absurdo! Eles não tabalham desde abril e querem receber?!?! E eu que trabalho todos os dias, não recebo porque?? Cadê o advogado para me defender?? Do lado de quem estão as leis desse país. Sinto-me indignada!

Anônimo disse...

Acho que a greve é necessária,pois não existe outra forma de reivindicarmos os nossos direitos.Estou na Plataforma Freire desde Janeiro de 2010 e ainda não recebi nenhuma parcela da bolsa da CAPES.Quero saber quando vão me pagar.Preciso de dinheiro pra sobreviver
Jeanne
Barreiras-Bahia

Anônimo disse...

É muito fácil fazer greve sabendo que o salário vai estar lá bonitinho depositado na conta... e nós? QUE TAL NÓS TUTORES FAZERMOS GREVE TAMBÉM? Isso é uma vergonha, um absurdo, é ridículo, eu estou revoltada, porque quando trabalhamos, o mínimo que queremos é receber nosso salário na data certa, seja ele pouco ou muito, vocês fazem porque o de vocês está garantido, enquanto os coitados que dependem de uma bolsinha pra manter seus estudos ou até mesmo para sobreviver ficam aqui nessa agonia sem saber se irão receber ou não...Isso pra mim já não é mais lutar por direitos, isso já é querer ganhar a vida sem precisar fazer nada...VÃO PARAR DE COÇAR O SACO E VÃO TRABALHAR VÃO CAMBADA...